Mostrando postagens com marcador Falha nossa. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Falha nossa. Mostrar todas as postagens

sábado, 11 de fevereiro de 2012

0

Uma pizza

Segurado que há vários anos vem até a agência reclamar da não realização de sua revisão, pede para falar com o gerente executivo.

O gerente executivo, recém-empossado, recebe o segurado e sai com este diálogo:

Segurado: Olha, queria saber da revisão do benefício. Faz anos que pedi e não foi feito.

Gerente: Fique tranquilo. Irei conversar com o pessoal e sua revisão será feita.

Segurado: E quanto o meu salário vai subir?

Ligando o palpitômetro, o gerente executivo diz:

Gerente: Ah, não é muito não. Talvez uma pizza por mês.

Depois da revisão ser processada, incluindo-se alguns salários-mínimos onde não havia sido incluído, na prática o valor do benefício caiu para um salário-mínimo, além de gerar um débito para a instituição de uma pizza por mês durante vários anos.

Até hoje o segurado em questão vai na agência pedir a pizza a mais que o INSS não está pagando…

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

0

Comprovação de Atividade

Após uma palestra feita para uma comunidade humildade, o servidor palestrante é abordado pelos cidadãos para tirar o restante das dúvidas. Nisto chega uma mulher, relativamente jovem, e inicia-se um diálogo:

Mulher: Gostaria de saber se eu posso me aposentar por invalidez.

Servidor: Depende. A senhora recolhe o INSS?

Mulher: Nunca paguei. Mas sou profissional liberal.

Servidor: A senhora tem os documentos que comprovam?

Mulher: Não tenho não. Sou garota de programa.

Nisto o servidor meio desconsertado com a profissão da mulher, informa:

Servidor: Para a senhora recolher os atrasados, deveria comprovar a atividade.

Ao passo que foi a vez da mulher ficar com um sorrisinho enigmático no rosto e deixar o servidor ainda mais encabulado…

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

0

Faltam dois anos

Segurada tem seu benefício indeferido por falta de tempo de contribuição, ao que a servidora explica:

Servidora: Olha, a senhora ainda não tem o tempo de contribuição. Faltam dois anos. Daqui dois anos a senhora retorna para dar nova entrada.

Passados dois anos, eis que a senhora cai novamente com a mesma servidora, por um dos acasos do destino.

Servidora habilita o benefício e verifica que o tempo de contribuição da segurada não mudou.

Segue o diálogo:

Servidora: Minha senhora, você não pagou mais nenhuma… Aí não adianta nada… A senhora não vai conseguir se aposentar neste ano…

Segurada: Ué. A senhora falou que faltava dois anos… Eu esperei os dois anos…

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

0

Traz o terço

Na época do INAMPS, dizem que a seguinte situação foi vivenciada:

Chega o segurado passando muito mal e vai direto para o consultório.

Nisto, começa o tratamento:

Médico: Me traz a gaze!

Servidor: Acabou.

Médico: Me dá o remédio X.

Servidor: Acabou.

Médico: Então traz o terço! Já que não dá pra cuidar do corpo, vamos cuidar da alma!

domingo, 4 de dezembro de 2011

0

Apaguei a vela

Gerente recebe um e-mail informando que receberia 07 servidores novos.

Nisto, liga para quem enviou e fala:

Gerente: Nossa! Muito obrigado! Estava precisando muito! Até acendi uma vela aqui pra você.

Uma semana depois, recebe novo e-mail, informando que a divisão de vagas mudou pela diminuição do número de vagas do concurso, e que receberia um único servidor.

Nisto, liga novamente para quem mandou o e-mail e avisa:

Gerente: Lembra daquela vela? Já apaguei!

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

4

“Analfabetização”

Servidora entrega o processo para a chefe de seção de benefícios auditar.

A chefe ao começar a auditagem estranha o fato do RG do segurado encontrar-se assinado enquanto que o documento de atualização cadastral não estava, contendo somente a impressão digital.

Nisso chama a servidora pra esclarecer, ao que segue o presente diálogo:

Chefe: Fulana, não entendi esse processo. Me explica porque o cara sabe assinar no RG e não assinou aqui no comprovante de atualização cadastral.

Servidora: Ah, sei lá. Vai ver que ele virou analfabeto depois de velho!

terça-feira, 29 de novembro de 2011

0

Assinatura

Servidor atendendo uma segurada analfabeta, bem simples, termina o cadastro e pede:

Servidor: Minha senhora, assine aqui por favor.

Nisto, entrega a caneta para a segurada.

A segurada pega a caneta e faz vários rabiscos em zigue-zague.

O servidor vendo a situação, se espanta, e lembrando da condição de escolaridade da segurada, começa o diálogo:

Servidor: Minha senhora, a senhora é analfabeta! Por que a senhora rabiscou o documento se a senhora não sabe assinar?

Segurada: Ué, meu filho. Você pediu pra eu assinar. Eu assinei.

sábado, 26 de novembro de 2011

0

Servidora enganada

Servidora com aquele perfil “quero ajudar todo mundo” está na triagem, quando vivencia a seguinte experiência:

Cônjuge do segurado: Olha, meu marido está ali. Está passando mal. Ele tem perícia agendada para hoje. A senha dele é o número 200. Ainda está no número 77. Não tem como você fazer nada?

A servidora dá aquela olhada no segurado, com aquela aparência acabada, do tipo “faltam dez segundos para alcançar o Reino de Deus” e decide ajudar…

Passa o segurado na frente, com uma “mega prioridade”, e fica satisfeita com o seu desempenho.
Transcorrido duas horas, sai para o almoço.

Quando está se dirigindo para o restaurante, passando por uma praça, eis que se depara com o casal andando todo “pimposo” na praça, de mãos dadas, sacolas de compras na mão, o segurado “acabado” segurando boa parte destas, dos mais variados tipos e tamanhos…

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

0

Qual a sua prioridade?

Por volta das 15hrs de uma sexta-feira, uma servidora vem conversar com o gerente da agência:

Servidora: Preciso que você libere um PAB pra mim. É um caso de um segurado que está parado há dois dias aguardando liberação.

Gerente: Olha, tudo bem. Na segunda-feira eu libero porque agora estou implantando uns benefícios judiciais que vieram com prazo, sob pena de prisão!

Servidora: Tá. Mas não tem como você liberar?

Gerente: Depende. Qual sua prioridade? Ver o PAB deste segurado liberado e me ver preso ou me ver livre e na segunda-feira eu liberar todos os PABs pendentes?

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

0

Servidor distraído

Segurada chegou ao balcão e o atendente bem extrovertido começa a puxar conversa com ela durante o atendimento. E não prestou atenção o estado físico da segurada.

Servidor: Eu já vi a senhora lá faculdade. O que a senhora faz lá?

Segurada: Fisioterapia.

Servidor: Nossa!!! Qual a sua idade?

Segurada: 55

Servidor: Nossa!!! Parabéns!!! Nessa idade fazendo fisioterapia.

Segurada: ????

Servidor: Em que ano está?

Segurada: Como assim????

Servidor: Lá na faculdade, já está terminando a faculdade.

Segurada: Moço, eu quebrei o braço e faço fisioterapia lá.

Servidor: Ah tá, desculpe-me.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

0

Esqueci no carro…

Segurado de muletas senta para ser atendido pela servidora.

Segue diálogo:

Servidora: Bom dia. O senhor trouxe o RG, CPF, CTPS e a declaração da empresa?

O cidadão dá aquela olhada pra baixo, nos bolsos, e nada.

Segurado: Esqueci no carro…

Servidora: Tudo bem. Dá uma corridinha lá e busca pra mim!!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

2

Não abre!

Nos longínquos tempos em que todas APS fechavam às 14hrs, um segurado bate na porta e o vigilante começa a falar com ele por um pequeno vitrô que ficava ao lado da porta de entrada.

Neste mesmo tempo, uma servidora, do tipo bem extrovertida, com timbre de voz bem alto, começa a comentar com um colega que está do outro lado da agência.

Servidora: Olha lá o sistema. Não abre… Não abre! NÃO ABRE ESSA DROGA!!

Nisso, o segurado que estava meio prestando atenção no vigilante, meio prestando atenção na servidora, fala com a mesma:

Segurado: Calma dona! Não quero entrar não. Não precisa ser sem educação.

domingo, 23 de outubro de 2011

0

Aí que o bicho pega!

Servidor inicia o atendimento de uma ex-companheira que quer ingressar com pedido de pensão por morte.
Segue o diálogo.

Servidor: Então, a senhora morava com ele ?

Segurada: Sim, morava com ele há mais de 10 anos!

Servidor: Neste caso a senhora vai ter que trazer cópia e original dos documentos pessoais seus, dele e dos filhos. Além disso, a senhora vai ter que trazer 3 provas de dependência econômica com o seu falecido marido. Aí que o bicho pega!

terça-feira, 18 de outubro de 2011

0

Colhendo a impressão digital

Segurado analfabeto, com problema de surdez, comparece para protocolizar seu benefício rural.

Após a conclusão da entrevista, que com muito custo foi realizada com a ajuda do irmão do segurado, a servidora vai coletar a impressão digital do segurado.

Como todo cidadão geralmente faz quando é apresentada a almofada do carimbo, o segurado molhou somente a ponta do dedo.

Após muito gesticular para o segurado molhar todo o dedo, a servidora começa a falar com ele.

Servidora – Só a pontinha não!

Sem sucesso, repete subindo o tom.

Servidora – Só a pontinha não!

Ainda sem sucesso, sobe mais o tom de voz:

Servidora – SÓ A PONTINHA NÃO! COLOCA TUDO!

Após este sonoro aviso ao segurado, percebe alguns colegas rindo na agência, além de vários segurados…

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

0

Em favor(?) da parte autora…

Servidor recebe ordem judicial para revisar benefício do autor para inserção de período empregatício.

Analisando o caso, verificou-se que haviam vínculos em duplicidade computados, com consequente duplicação de renda no PBC do benefício. Após fazer a revisão, ajustando os vínculos e incluindo o período judicial, a renda mensal reduziu de R$ 1.927,37 para R$ 1.634,45.

Segue redação do ofício enviado ao juiz:

“Em atenção ao ofício em referência, informamos que foram identificados vínculos empregatícios duplicados no período básico de cálculo do benefício do autor xxxxxx, sendo que, após ser processada revisão para correção dos vínculos e inclusão do período judicial, a renda mensal passou de R$ 1.927,37 para R$ 1.634,45.

Em vista disso, comunicamos que implantamos em favor da parte autora um complemento negativo de R$ 13.127,78, conforme discriminativo em anexo.”

terça-feira, 11 de outubro de 2011

0

Vínculo Aberto

Segurado se dirige até a servidora para efetuar o acerto de cadastro antes da perícia médica.

Servidora abre o sistema, dá uma conferida na carteira de trabalho e verifica que o vínculo empregatício do mesmo encontra-se em aberto no sistema, ao contrário do que está na carteira.

Diligentemente, a mesma avisa:

Servidora – Meu senhor, o seu vínculo está aberto.

O segurado dá aquela olhada pra baixo, ajeita o zíper da calça e encara a servidora com cara de quem não está entendendo nada…
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...