sexta-feira, 21 de outubro de 2011

0

Abduzido

Segurado entra na agência, pega a senha e aguarda seu atendimento calmamente.

Quando é chamado, senta-se, ainda mais calmo, e inicia o diálogo.

Segurado: Como que eu faço pra encostar no INSS ?

Servidor: O senhor está empregado, paga carnê, está desempregado?

Segurado: Sou empregado.

Servidor: Então o senhor vai precisar ligar na Central 135, agendar a perícia e vir no dia com os documentos pessoais, a declaração da empresa e o atestado médico.

Segurado: A empresa não quer me dar o documento pra eu encostar no INSS.

Servidor: Eles não podem fazer isso! O senhor leva lá o atestado médico que com certeza eles vão dar a declaração para o senhor.

Segurado: Eu não tenho o atestado médico. O médico não quer me dar também.

Nesta altura, o servidor já estava intrigado e não, se contendo, pergunta:

Servidor: Desculpe perguntar, mas qual o seu problema de saúde?

Nisso, o cidadão dá uma olhada para os lados para ver se alguém está prestando atenção na conversa e, diminuindo o tom de voz, começa:

Segurado: É que eu fui abduzido…

O colega do INSS se mantém calmo e não demonstra nada, como se fosse a coisa mais normal do mundo e reinicia o diálogo.

Servidor: Me conta aí, como é que foi a experiência.

Segurado: Então, eu estava lá na minha casa, que fica no alto do morro, e apareceram umas luzes e tal. Aí eu fui abduzido. Lá na nave eles fizeram uns exames em mim. Umas experiências, sei lá.

Servidor: O senhor já procurou um psiquiatra?

Segurado: Já! É justamente ele que não quer me dar o atestado médico.

Servidor: Desculpe, mas sem um atestado médico o senhor não vai poder receber o benefício.

Segurado: O senhor tem que me ajudar! Eu posso estar carregando um bebê alien dentro de mim!!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...